SP inova e passa a receber pagamento em cartão de crédito e débito

SP inova e passa a receber pagamento em cartão de crédito e débito

Com essa inovação, o paulistano possui a alternativa de pegar passagens de ônibus utilizando cartões de crédito e de débito, os metrôs e trens também testam a tecnologia QR Code em algumas estações da capital.

Publicidade

Agora os paulistanos podem pagar a passagem de ônibus utilizando uma ferramenta muito usada hoje em dia, o cartão de crédito e débito e a liberação do uso do cartão nos validadores de catracas dos transportes da cidade foi anunciado no dia 12 de dezembro de 2019 pela Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo.

Mais facilidade no pagamento das passagens

Como essa novidade é permitido que o embarque possa ser feito sem que seja necessário usar o bilhete único, desta maneira, é facilitado a maneira como o cidadão realiza o pagamento do transporte nos dias atuais.

Esse sistema será responsável pela utilização da comunicação por campo de proximidade (NFC, sigla em inglês) e tudo indica que envolve cerca de 200 ônibus que fazem parte da frota paulista. De acordo com Alexandre Pinto, que é diretor de novos negócios da Matera, a empresa é especialista em desenvolvimento das tecnologias para o mercado financeiro e essa é uma situação em que a utilização da NFC se encaixa de forma excelente.

Portanto, qualquer consumidor que usa o cartão de crédito e débito atualmente poderá aproveitar desse novo benefício, que consequentemente é responsável por gerar bastante comodidade para os usuários, já que não será necessário dirigir-se até um guichê para comprar passagens ou fazer a recarga do bilhete, sendo assim, é uma tecnologia muito eficiente.

No entanto, Alexandre Pinto afirmou que será preciso realizar o levantamento para ter conhecimento sobre qual é a porcentagem da população brasileira que irá usufruir dos benefícios dessa medida nova, já que no Brasil há cerca de mais de 60 milhões de pessoas que não usam o cartão de crédito e débito.

É muito questionado sobre como será o funcionamento desses aparelhos devido ao uso da internet, pois em alguns cenários é possível que o ônibus se encontre em uma região cujo sinal seja mais fraco.

O QR Code

Uma novidade também em São Paulo é a adoção do sistema de QR Code, que é um código de barras no formato bidimensional que pode ser facilmente identificado com smartphones e já possui cerca de 22 mil vendas apenas na primeira semana de uso.

Por mais que esteja na fase para testes desde do dia 3 de dezembro de 2019, o bilhete unitário com o uso dessa tecnologia está sendo testado durante 45 dias de experiências em sete estações, em três que pertence ao Metrô de São Paulo e em quatro que é da companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

De acordo com o professor Matheus Delbon que ensina administração pública na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), a implantação do QR Code é muito boa, já que permite que os cidadãos tenham acesso aos meios de pagamentos simplificados e com mais segurança.

É acreditado que muito em breve a tecnologia será integrada em diversas outras linhas de metrô e de trem, pois isso é um grande benefício não só para as empresas, que passam a cortar vários gastos, mas como também para os usuários, que possuem maior simplicidade para que o passe seja adquirido.

Com esse investimento a médio prazo vários gastos com a segurança também são cortados, hoje em dia é um preço mais alto devido ao grande risco de assalto que os postos de venda passam todos os dias.

As novidades não devem parar por aí, já que há expectativa para quem no futuro seja apresentado outros projetos para pagamentos instantâneos que poderá ser usado em várias situações do dia a dia.

Nosso site ofere informações de alta qualidade e totalmente gratuito, você gostou do nosso artigo? se gostou não esquece de compartilhar com seus amigos.
Publicidade
Artigo anteriorEmpresa: SEMP TCL contrata
Próximo artigoSaiba como fazer cartão de crédito do Nubank!